-->

Votar! Sim ou não?

domingo, outubro 01, 2017

Em 2013, nas últimas autárquicas portuguesas, apenas 52,60% do país votou e nas legislativas de 2015 foram cerca de 55,86% dos inscritos que votaram (resultados retirados do site https://www.eleicoes.mai.gov.pt/). Isto significa que quase metade do país não se dirige às urnas para exercer o seu direito de voto. O que, no meu ver,  já é preocupante! E pensar que grande parte dessas pessoas que não votam são jovens a situação só piora cada vez mais.

Esclareço já que não faço parte de qualquer partido. Não sou associada a nenhum nem tenho mais queda para um do que para outro. Não percebo nada de quem é de esquerda ou de direita. Nunca percebi muito isso também. Para mim parece-me muitas vezes que no fundo todos querem o mesmo. Daí, isso confundir muito gente e cada vez mais se votar pelas pessoas que lá estão e não propriamente pelos partidos que representam.

O mundo da politica não é tão fácil como se parece e envolve muitos jogos pelo meio (mas isso já é outra conversa). E o objetivo deste post não é fazer qualquer esclarecimento ou declaração nem influenciar ninguém.

No fundo o que quero dizer é que o voto ainda é a única forma que temos de demonstrar o que queremos ou não, o que pensamos ou não. Ainda é o nosso poder. Ainda  é a nossa voz. Se não o fizermos quer dizer que não queremos saber para quem lá vai nem nos preocupamos com aquilo que nos rodeia e influencia a nossa vida.. Eu sei, e sinto também que muitas vezes é isso que apetece. Mas ao fazermos isso perdemos totalmente o direito de criticar o que quer que seja. Porque se não votarmos, o que fazemos para mudar o que muitas vezes nos queixamos? É triste saber que muitos jovens no nosso país não querem saber disso para nada. Percebo  e entendo mas desistir do nosso país não é opção.

Por isso bora lá...


(imagem retirada da internet)

You Might Also Like

8 comentários

  1. Tenciono ir votar durante o dia de hoje. Não percebo política mas desta vez fui ler os cadernos eleitorais visto que quem ganhar vai afectar mais diretamente o meu dia a dia, aqui na cidade. Percebi que prometem quase todos o mesmo. E não será sempre assim?!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois e o que prometem nem sempre se cumpre! Mas também fiz como tu... andei a ler as propostas eleitorais... e já lá fui fazer uma visita às urnas! 😊

      Eliminar
  2. Concordo completamente com esta reflexão :)

    ResponderEliminar
  3. Como disse o Sr. Presidente da República, quem não vota, não pode reclamar. Eu desde os 18 anos que voto e é das primeiras coisas que faço em dia de eleições. Também não faço parte de nenhum partido mas devemos votar sempre. Houve tantas pessoas a lutarem para termos o direito de escolha, principalmente nós mulheres devemos exercer o nosso direito ao voto.beijinhos

    https://saboresdoninho.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. É mesmo isso. O voto é um direito e se podemos contribuir para o país, é favor sair e ir votar, não custa nada!

    ResponderEliminar