quarta-feira, 21 de outubro de 2020

"O dia em que perdemos a cabeça" | Javier Castilho

(foto: minha)

📘 Livro 11 de 2020 📘

Não imaginam quanto tempo andei a namorar este livro! Acho que nunca o vi em promoção a não ser na altura que eu o encontrei. Já estava na minha lista de desejos há muito tempo. Claro que, quando o vi não pensei em duas vezes. E cá está ele, na minha estante! Pertence agora à minha biblioteca pessoal de livros lidos.

Este livro é puro vicio. Capítulos curtos mas que puxam a ler o próximo e o próximo. Lembro-me de num domingo ler mais de metade do livro. Não conseguia parar. Só pensava: "Este autor deveria ser proibido de escrever!".

Entretanto, Javier Castilho já tem outro livro lançado. E onde ele está? Na minha lista de desejos, como é obvio.

Neste triller, todas as personagens são importantes e peças-chave para desvendar o mistério, que tem inicio em Boston com o aparecimento de um homem nu com a cabeça de uma mulher decapitada. Tudo tem uma ligação e justificação. 

Quem é a mulher decapitada? 
É a única?
Quem é o assassino?

Vale a pena a sua leitura, sem dúvida!

Sinopse: aqui
 

segunda-feira, 19 de outubro de 2020

Vamos esquecer que é 2ªf! #41

(imagem: pinterest)

domingo, 18 de outubro de 2020

Sonhar ainda não se paga! #27

 💛💛💛




(Imagens: pinterest)

sábado, 17 de outubro de 2020

Uma espécie... de exercício! #18

Voltamos ao exercício. Voltamos às caminhadas. Nesta semana foram todos os dias cerca de 4,5 kms a um passo rápido. Eu, a mãe e o Boris. Como sempre, nunca me apetece mas tem de ser. Depois sabe bem. Ao mesmo tempo ando a ler um livro com varias dicas sobre correr. Vamos ver se me serve de alguma coisa.

(foto: minha)


quinta-feira, 15 de outubro de 2020

Pessoas sem noção que gostam do Covid

A história que vos vou contar é verídica e atual. A pandemia está tão na moda que "Ter Covid-19" para algumas pessoas pode ser bom e até dar muito jeito.

A pessoa X vai a uma entrevista de emprego numa terça-feira. Corre bem. Fica selecionado. Começa na terça feira seguinte a trabalhar.
No sábado, essa mesma pessoa X liga ao futuro superior dele e avisa que tem uma má noticia para lhe dar: "Estou com Covid! Fui ao médico e não posso ir trabalhar como combinado!". O superior agradece e trata de informar as pessoas que estiveram em contacto com a pessoa X. Passam o fim de semana de quarentena. Ao mesmo tempo, avançam-se com os procedimentos normais: ligar para a saúde 24, marcar teste covid-19 e informar a delegação de saúde da zona. Neste ultimo passo, já na segunda-feira, constatam que precisam de mais alguns elementos da pessoa X.
Ligam-lhe... 
Não atende.
Insistem...
Atende a mãe da pessoa X. Pede-se para falar com o filho e ela diz que foi para o café e que volta tarde.
Volta-se a ligar mais tarde...
Atende.
É  lhe explicado que eram precisos alguns dados para a delegação de saúde e ele diz: "Eu não disse que estava com Covide. Eu disse que estava com sintomas. Dores de cabeça nada mais."

Que acham desta história?

Esta pessoa, com os seus quarenta e tal anos, nunca deu entrada em qualquer hospital. Não entrou em contacto com a saúde 24 nem fez teste nenhum que tivesse dado positivo. Não estava sequer sinalizado. Vive com os pais, reformados e que o sustentam. E para não ir trabalhar decidiu inventar que tinha covid-19. Podia dizer mil e uma coisas, mas "ter covid-19" está na moda.

quarta-feira, 14 de outubro de 2020

O que eu fiz para o sobrinho mais lindo!

 Um bebé precisa de muita coisa é um facto! E as tias trataram de personalizar algumas coisas... É um bom passatempo e são logo outros presentes! Estes são os que eu fiz.

Babete 

Fralda

Conjunto

Babete

Fralda

Conjunto

Body

Mas há mais desenhos feitos...que estão numa página do Instgram (@liart_2). Passem por lá e vejam.




(Fotos: todas minhas)

Não ficaram giros??